domingo, 13 de agosto de 2017

Pros Pais de Todos os mundos...!

Domingo, dia dos Pais!

Lembro-me das apresentações da escola. Em algumas meu pai não foi pois trabalhava, e era longe. Não daria tempo de vir. Mas ele sempre compensava depois. E ficava todo feliz com meus presentes feitos com as minhas maozinhas. Tão feliz que ainda hoje, uns bons 20 anos depois, ele ainda guarda uma flanelinha com a minha mão carimbada. É xodó dele. Ai Lindão, você é meu herói, mesmo!

Mas hoje vim falar de 5 pais da ficção que me ensinam algo, que trazem as vezes algo do meu pai, ou que eu vejo um pouco de cada pai que conheço neles:

- Ted Mosby:


Ted me encanta. Ele teve a coragem, capacidade e paciência de se abrir aos filhos e contar tudo o que fez em sua juventude, todos os amores furados, até enfim, conhecer a pessoa certa: a mãe deles! Que os pais contem aos filhos mais histórias, mais momentos que tiveram, e que possam ter um pouco da persistência de Ted ao contar a história toda!

-Homem Simpson:


Minha vó viria me bater nesse momento se tivesse viva. Ela não suportava Os Simpsons kkk Mas porque gostar do Homer se ele é preguiçoso, atrapalhado, beberão e por vezes invejoso? Porque ele pode ser cheio de defeitos, mas tem um coração bom. Que faz coisas malucas pela sua família, que mesmo odiando o emprego, está lá todos os dias, para garantir a vivência da familia. Que os pais de hoje e os futuros tenham um pouco da irreverencia, da malemolencia do Homer em certas situações. A vida pode ficar bem mais fácil assim.

- Ned Stark: 


Ned acabou morrendo muito cedo, deixando os filhos espalhados por todo o continente, mas em cada um ele plantou algo bom. Ensinou que devem lutar por aquilo que acreditam, que deve ser justo sempre, e que se você sentenciou, você empunhará a espada ('The man who dictates the sentence must handle the sword.'). Mostro que os filhos tem que mostrar o que carregam dentro deles e ser o melhor sempre. E respeitou a vontade deles, como com Arya, quando ela diz que quer aprender a lutar com espadas. Pais, respeitem os desejos e a personalidade de seus filhos. E também os limites deles.

- Sr Weasley:


Sr Weasley me conquistou na primeira página que apareceu. Um paizão! Criou uma familia inteira trabalhando onde muitas vezes era motivo de chacota, Que lutou com os filhos e pelos filhos. Que tinha sempre um conselho na manga e que estava ali tanto para escutar como para ser escutado. Que os pais possam ser amigos, parceiros, das aventuras loucas dos filhos, das lutas que eles tem na vida, mas que saibam ter também o seu lugar de pai.

- Darth Vader:


Tá me julguem, porque ele 'matou' a esposa grávida, fez uma porrada de coisa ruim, mas gente: É O DARTH CARA! Depois de sua 'transição' ele acabou escondendo certas coisas de seu passado e tudo o mais. Mas atire a primeira pedra quem não sentiu um cisco cair quando Lorde Vader diz a Luke: 'I'm your father!'. Pais não sejam o Darth Vader a risca por favor!!!!! Mas saibam falar as coisas certas nos momentos certos!!

- Harry Potter:


Harry entrou como Pai Bonus, tanto é que foi o único que coloquei com um dos filhos. Ele sofreu a infância inteira, por não ter seu pai para lhe ensinar as coisas da vida. Mas sentia, e sabia que a todo momento seu pai estava ali com ele. Seja na personalidade ou na aparência. E quando foi sua vez de assumir o papel de Pai, foi um exemplo, mesmo passando por tudo o que passou na juventude. E que é capaz de acreditar que não é um nome que vai mudar o destino do seu filho tão amado.

FELIZ DOS DOS PAIS!!!

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

É vida que segue..

Por mais que seja a única certeza que temos nessa vida, nunca estaremos de fato prontos para encarar.

São coisas que a vida vai nos ensinando ano a ano. Calejando, ajudando a superar. Tudo parece dificil no começo, com mil perguntas de 'e agora?', 'como faremos',  'o que será?'.

Nunca será fácil, ainda mais quando envolve amor, família. Parece que a dor não vai passar nunca, que você não conseguirá seguir. Mas te digo: você segue!

A vida te empurra no começo. Parece que os dias não renderão. Parece que nada tá mais como antes. Mas depois você pega no tranco, vai pegando o jeito. E vocÊ começa a andar junto com a vida, lado a lado.

A falta, a saudade, estarão sempre ali. Num cheiro, numa comida, numa história. Mas com tempo fica mais fácil ou menos dificil. 

A voz vai ficar embargada sim. E pode ser que lagrimas rolem involuntariamente. Mas elas começarão a vir acompanhadas de sorrisos. Por conta das coisas boas que foram vividas, e do quanto de bons ensinamentos foram passados.

O peito aperta. O pensamento vai sempre estar lá parece. Ver fotos é tranquilizante e também angustiante. Mas a vida vai seguir, sempre segue.

Nos cabe lembrar sempre com carinho, orar e pedir para que a pessoa querida esteja bem, em paz! Onde quer que ela esteja.

E ter a certeza de que, mais dia ou menos dia, o reencontro acontecerá, em um outro plano, um outro mundo, um lugar melhor!


(Em memória do Vô Cleuzo.. Tá sendo dificil vô, mas por você faremos acontecer. Cuida dos meninos dai, que eu cuidarei daqui. Obrigada por me amar como sua neta de verdade. Você foi meu avô aqui na terra, e eu sempre serei sua Baixinha.. Saudades!)

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Dica da Blogueira: Salvando um tênis...



E em tempos de crises acho válida toda a forma de economizar nossos ricos centavos que ganhamos com muito suor.

E eu sempre fico procurando um jeito daqui e dali, algum macete, algum jeito novo. 

Percebi que tenis branco está 'em alta' novamente (para mim sempre esteve pois nunca usei tenis de outra cor kkkk). E não vou mentir que tem certos modelos que fazem meus olhos brilharem, mas que são um tanto salgados.

Em 2013 comprei esse Adidas para ir a JMJ. Precisava de um tênis confortavel para aguentar as caminhadas. E lembro que ele não foi barato não. Só que de uns tempos para cá ele começou a ficar super amarelado, no bico e no solado em volta do tenis. E comecei a caçar na internet o que fazer.

Vi uma dica que cheguei a por em pratica mas que não durou mais de 4 dias. Que foi passar Vanish várias vezes deixando secar no Sol. Sim, ele fica branco, mas volta a amarelar dias depois.

Então outra dica que achei era graxa branca. E decidi que seria a ultima chance para ele. E funcionou!!! Tomei chuva com ele, e saiu um pouco da tinta. Mas assim que cheguei em casa, sequei e retoquei. E tá lindinho gente!!!

Então vamos lá. É super fácil:


  • Limpe bem seu tênis antes. Tire o cadarço para que ele não manche.
  • Por toda a volta do tenis e na parte inicial da língua passe durex ou fita crete para que a tinta não transfira.




  • Paguei cerca de $12 reais nessa graxa e ela já tem o bico aplicador.
  • Aplique uma mão generosa em todas as partes amarelas do tênis. Deixe secar.
  • Apliquei três vezes nas laterais e umas cinco, seis no bico, pois como ele tem essa textura a tinta demora mais para pegar.

Super indico para quem quer salvar aquele tênis que é xodó. Vale a pena tentar!!




domingo, 6 de agosto de 2017

Por mais coisas boas nessa vida!!!!

Que tenhamos mais vontade de estar perto do que estar conectados. Não que critique quem se conecte com quem está longe. Mas com os realmente longe. Aquele seu amigo que mora a dois barros de distância vai ficar muito mais feliz em te ver numa noite de sábado do que só ficar mandando vídeo no zapzap da vida.

Ter aquela roda de amigos, rir das coisas boas da vida, compartilhar histórias e contar momentos vividos. São coisas que merecem mais atenção hoje em dia. Que nem todo mundo valoriza. Já que como diria aquela música: 'Cada um no seu quadrado!'

Vi uma vez um lugar que fazia uma proposta aos frequentadores: Deixarem o celular na recepção por uma hora, e quem conseguisse ganharia algo em troca, um desconto ou um drinque (Não me lembro ao certo, era algo do gênero). Mas enfim. Fiquei pensando: Será que estamos assim tão megalomaníacos com esses aparelhinhos, que os lugares precisam nos propor tais coisas assim? E acredito que quem conseguiu ganhou é muito mais que um agrado, um desconto, ou uma cervejinha. Ganhou VIDA! Colecionou mais um momento, um momento que não foi interrompido por mais uma notificação!

Não estou me excluindo desse grupo, sou boa parte culpada nisso também. Mas hoje tento ter um olhar mais criterioso do que postar, quando postar, que momento fazer um boomerang. Será que precisamos mesmo fazer check-in em todos os lugares que vamos? Precisamos mesmo tirar fotos de todos os pratos que comemos?

E ainda me surpreendo com pessoas que se entristecem caso a foto não chegue a X Likes, ou que o ultimo instories não seja visualizado. 

Precisamos viver mais pelos olhos humanos do que pelos olhos cibernéticos. Ter mais momentos juntos de olho no olho, mão na mão. De conversas longas e ilimitadas, desde que sejam feitas com a pessoa a sua frente, e não por uma janela de um aplicativo. Que recebamos mais visitas para um café da tarde, um almoço ou só aquela passadinha!!

Mais amor, mais boteco, mais conversa!!! É disso que precisamos hoje! É disso que precisamos para a vida!!!


(Do aniversário da Mayara, Julho/2016)

sábado, 5 de agosto de 2017

Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu...

Algumas coisas andam tumultuada. Empurradas. Emboladas. Tem dias que não dá para entender como as pessoas podem ser o que mostram, de tão falso que é.

É uma história deslavada por cima da outra. É caras e bocas e frescurinhas que doem, enjoam. E para que? Para fazer raivinha, para caçoar do coleguinha? Em que ano estamos mesmo Braseel?

Tem pessoas que parecem que nascem com o ego maior que o cerebro e o coração. Que a boca precisa estar em constante movimento para não ter a chance de ser passado para trás ou de alguém ter uma história melhor para contar do que sua.

Me admiram pessoas que tem o prazer de plantar o ódio em cada ambiente que vão. Que ficam plantando idéias de outros para outras pessoas, que não podem nem ter o privilégio de conhecer o cidadão de verdade.

Gente barbada, madura, que inveja o posto que um outro conseguiu. Que caçoam de amizades, de trejeitos, e de roupas pelo simples prazer de falar mal.

Seres humanos que falam asneiras de outros sem nem ao menos saber o que realmente se passa na vida daquele. Não tem nem o interesse de se aproximar para saber realmente o que houve, o motivo, a causa.

Julgam sem motivo. Apontam o dedo sem razão. Culpam por prazer. 

E de gente assim infelizmente o mundo tá cheio. Onde se menos espera. E alguns desses, podem estar mais perto de você do que você imagina. E te pergunto agora: como fugir?

Como lidar com gente assim? Entrar no jogo? Fingir demencia? Mandar a merda? 

Estou em busca das respostas.. a vida não veio com Manual de Instruções, e a gente tem que criar o próprio guia!

(Da garagem de casa, Maio/2017)

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Andei Lendo: Miss Marvel: Nada Normal e Questões Mil


E eis que leio, depois dos 20 e tantos, minha primeira HQ Nerd. E amei!

Já fazia tempo que queria ler Miss Marvel, não sabia muita coisa sobre nem nada, e depois que meu primo fez um vídeo pro canal dele falando sobre, só me deu mais faniquito para ler.






E eis que um belo sábado eu e o Fê fomos caminhar na Paulista, e fomos até a Limited Edition. E do outro lado da rua fica a Comix. Sempre quis conhecer, já tinha escutado muito sobre, só que em toda CCXP é IMPOSSÍVEL entrar no stande de tão cheio.

E eu e o Fê fomos vendo, aqui e ali, e BUM! Achei! E não pensei duas vezes. O preço estava em conta, pois pela internet tendo o acréscimo de frete ficava bem mais caro, então peguei o volume I e II e fui ser feliz!!






É linda gente! Capa dura, toda trabalhada no carinho sabe. Tenho muito xodó pelas minhas edições e não vejo a hora de comprar os próximos volumes.

Não vou resenhar a história em si, pois é bem curtinha, e fácil de entender. Kamala é uma adolescente como qualquer outra, que enfrenta tudo que uma adolescente enfrenta: Crises existenciais, curte coisas nerds (games, livros e afins), dilemas amorosos, relacionamento conturbado com os pais.. E ainda por cima é uma garota muçulmana, que além de passar por tudo isso, ainda tem costumes e regras impostas pelos pais a respeitar.






E eis que uma noite, em que Kamala foge secretamente para uma festa, algo acontece, e aquilo que ela sempre quis, mas nunca imaginou de verdade acontecer, torna-se realidade: ela ganha super-poderes. 

Ao longo da história, após começar a lidar com sua dupla identidade, Kamala começa a viver aventuras empolgantes, angustiantes, mas que tem boas quebras para um respiro. Os personagens te cativam, e não dá vontade nenhuma de virar a ultima pagina.

E fui pega de surpresa: quando comecei a ler e via a imagem do pai, imaginei que ele seria aquele ser 'turão', grosso. Que só deixaria Kamala mal. Mas me enganei. A relação entre os dois é muito bonita, e ele trás conselhos valiosos a garota. Mal sabe ele o que a filha está passando de verdade.







Leiam Miss Marvel! Se não quer comprar o físico, porque tem medo de não gostar ou tal, baixa e lê no Kindle, Celular... Mas leia. Vale cada quadrinho!!

Algumas frases:


'Quem mata uma pessoa é como se matasse toda a humanidade. E quem salva uma pessoa, é como se salvasse toda a humanidade!' Nada Normal

'Não tem que ser outra pessoa para impressionar alguém!' Abu, Pagina 103, Nada Normal

'Nunca vou estar pronta.  Mas posso estar pronta o suficiente!' Kamala, Pagina 108, Nada Normal

'Eis o problema do lixo: a gente diz que joga fora, mas ele nunca vai embora de verdade!' Miss Marvel, Pagina 117, Nada Normal





'A moral é: Dê valor ao que tem enquanto tem!' Wolverine, Pagina 38, Questões Mil

'Porque quando você decide não ter medo, consegue encontrar amigos em lugares superinesperados.' Miss Marvel, Questões Mil Pagina 53

'Heroismo: Nunca é o que você acha que vai ser!' Kamala, Pagina 96, Questões Mil




quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Reflita, transmita!


Quer ser respeitado, ouvido? Respeite e ouça os outros!

Quer que as pessoas entendam suas dores, entenda as dos outros também.

Não basta ser bonito, perfeito por fora, e por dentro ruir de raiva e inveja. Uma hora o reflexo mostra a verdade, e ela irá doer.

Não queira ser um reflexo errado de você mesmo. Não vale a pena.

Seja um bom reflexo. Aquele real, o mais próximo do que seu espelho interno representa de você mesmo.

De falsos espelhos, que se quebram mais facil do que imaginam, o mundo tá é cheio. Não seja mais um!


(Em algum lugar de SP, Janeiro/2015)

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Faça você mesma: Customizando Carteira




Oi oi!


E eu quando invoco de mudar algo eu não sossego até dar certo. E foi assim com essa carteira.

Eu comprei ela a alguns aninhos já, só que ela ficou feia, encardida, e nem lavando ficou legal. Já estava quase jogando fora, quando me feio a idéia de 'Hum, porque não dar uma cara nova!?'

E fui pensando, matutando aqui e ali. Tentei customizar com tecido e cola quente, até vi alguns videos no Youtube, mas não rolou. Não sou tão boa assim como cola e pano ainda.

E ai pensei: Tinta pode resolver a base. Depois a decoração eu me viro. E foi assim que de uma carteira branca, com coelhos, sem gracinha já, eu ganhei uma carteira lindona, preta e rosa, uma coisa básica-não-básica que eu me apaixonei. E tive um custo de uns $10 no máximo. Que foram com as tintas e o pincel. 

Bora lá! 

Passo-a-passo:



  • Primeiro, limpe a carteira com um pano seco, para tirar residuos de poeira e coisa e tal.
  • Usei tinta de tecido preta da Acrilex e um pincel normal, tamanho medio. (Desculpe mas o numero do pincel acabou apagando).
  • Passe uma camada do lado de fora e espere secar bem.Deixe secando aberta para secar por completo. No outro dia aplique mais uma camada, ou quantas forem preciso para cobrir a estampa antiga.
  • O lado de dentro era estampado também. Então a parte que tem o plastico eu colei durex, para que a tinta na vazasse.




  • Do lado de dentro, faça do mesmo jeito. Duas camadas ou até cobrir toda a estampa.
  • Para a decoração, optei por essa tinta decorativa para tecido na cor rosa. Você encontra das mais diversas cores e marcas no mercado.
  • Como decidi que queria uma coisa meio marcadinha, mas que não ficasse tão certinha, fui me guiando por uma tampa de uma latinha que tenho aqui. 
  • Então fui dando varios pontinhos na volta da tampa. Depois descia um pouco e fazia mais uma fileirinha.


  • Fiz dos dois lados da carteira, em várias direções. E deixei secar bem.
  • Ai não satisfeita, decidi que decoraria a parte de dentro também, então fui fazendo conforme a imaginação ia crescendo.
  • Depois tirei o durex e limpei os botoes e o ziper com acetona e cotonete.


E pronto!!! Uma nova carteira velha para chamar de minha. Eu adoro isso de customizar e dar cara nova as coisas. É tão gostoso quando alguém elogia e você enche o peito e diz: Eu quem fiz!

Fica a dica para esse novo mês: bora customizar e dar cara nova as coisas que já estão sem graça no armário?


terça-feira, 1 de agosto de 2017

Vai pra onde: Exposição Memorial da América Latina Castelo Ratimbum!





E antes que a Exposição acabe eu precisava vir aqui. Quando em 2015, se não me engano, o MIS trouxe uma exposição do Castelo para SP eu fiquei frustrada pois não consegui ir. Então quando vi que teria uma nova oportunidade, agora no Memorial da América Latina eu não pensei duas vezes.

Falei com o Fê e na semana que começaram as vendas decidimos que iriamos em um domingo. Eu comprei os ingressos em Março e só consegui pro dia 18 de JUNHO!!!! Mas aguardei ansiosa.

Então no domingo lá estavamos nós dois, ansiosos, curiosos e felizes. Não tinhamos ido em nada parecido ainda e foi muito muito muito bom mesmo. Sabe quando você é levado como que por uma máquina para uma época boa da vida em que você era feliz com pouco? Foi assim.






Me encheu os olhos em cada cômodo. Cada detalhe, cada foto na parede. Cada croqui de roupas dos personagens. Era mágico.

A gente se empolgou com as fotos e fizemos váááárias. Em alguns objetos é possivel que você sente pegue, encoste. E em outros não. E achei legal porque o pessoal estava respeitando bem isso. 









A exposição é fantastica, mesmo. Faz qualquer pessoa que tenha sido criança em 1990, final de 1980 se sinta um pequenino que sentava em frente a uma TV de tubo e assistia um episódio atrás do outro.







Na parte de fora do Memorial existe uma praça de alimentação com as mais diversas opções. Como a hora em que saímos era próximo da hora do almoço acabamos comendo um pastel, e estava delicioso. Não achei caro e super indico para quem for.

























No dia que fomos estava tento uma peça a parte da exposição: ESSE CASTELO SERÁ MEU! Se ligaram na frase? Sim! Ele mesmo. Uma peça com Dr Pompeu Pompilho Pomponso. Nós falamos: Hum porque não? E fomos! Se não me engano foi um preço de $10 e é um peça bem curtinha de uns 30,40 minutos no máximo. E gente, quando eu vi ele ali, o vilão brasileiro da minha infancia, eu não acreditava.










É super legal, bem estilo no que acontecia no Castelo mesmo. E no fim do espetaculo ele ainda tirou foto com o publico. Foi lindo!!!



Fica a dica para quem ainda não foi, ou quer ir de novo. A exposição irá até o mês de 30 de Setembro, e está com uma programação nova e novas atrações. 

Comprei o ingresso aqui.

E desperte aquela criança que anda escondida em VOCÊ!